fbpx
About Us
Lorem Ipsum is simply dummy text ofering thetonat sunrising printing and typesetting industry seo is partysipati carma. Lorem Ipsum is simply dummy,
Follow Us
SIGA A VILA NAS MÍDIAS SOCIAIS

Blog

Passeio de Natal no shopping encanta pacientes da Vila São Cottolengo

Quando chega a época de Natal, passear no shopping, ver a decoração ou visitar o Papai Noel podem ser atividades simples e corriqueiras para a maioria das pessoas.

Mas o Fernando, paciente da Vila São Cottolengo, separou a sua melhor roupa, botou o seu melhor sorriso e foi viver uma das suas melhores experiências.

Não só ele. Junto com Fernando, outros mais de 150 pacientes internos da instituição puderam sentir também o clima natalino de uma forma muito especial para eles.

Ao entrar no shopping e ver de perto cada pequeno detalhe de uma decoração repleta de luzes, o efeito foi um só: olhos iluminados e sorriso largo.

Passeio de Natal no Shopping

Assim, durante duas semanas, pacientes das 10 unidades de internação da Vila São Cottolengo visitaram o shopping Cerrado, em Goiânia.

Os passeios foram divididos por unidade e os pacientes acompanhados por profissionais da instituição, além de voluntários.

Onde o sonho é real

Natal Vila São Cottolengo

Não há quem não se lembre de um momento em que na infância conhecer o Papai Noel era um sonho alimentado durante o ano todo para tornar-se real no Natal.

Conhecer o bom velhinho, abraçá-lo e pedir o presente é algo que, com certeza, você, um dia, já desejou fazer. Para muitos dos nossos pacientes, esse sonho está se realizando agora.

E é exatamente isso que a Vila São Cottolengo, juntamente com o shopping Cerrado, fizeram: tornaram o sonho uma realidade.

A ideia do passeio de Natal no shopping é, justamente, proporcionar aos pacientes da Vila São Cottolengo aquilo que você, certamente, viveu ou vive todo Natal. A experiência da data.

Por que para eles teria de ser diferente?

Não. Não teria.

Os nossos pacientes são crianças e adultos com os mesmos desejos, vontades e sentimentos.

Muitas vezes reprimidos por uma história de vida diferente da sua.

“Para muitos, é um momento de resgatar a infância que eles tiveram, de um desejo que carregam com eles de ver o papai Noel, ser acolhido pelo papai Noel. A maioria não vivenciou isso, então para eles é, realmente, um momento de acolhida do amor, de poder sentir aquilo que todos nós já sentimos alguma vez na vida, de sentar no colo do papai Noel, pedir um presente. É como a criança que se comporta bem o ano inteiro para no final ganhar o presente”, relata o psicólogo Thiago Almeida.

Natal Vila São Cottolengo

Larice Reis, que também é psicóloga da instituição, conta que o passeio de Natal torna-se um evento para eles: “Eles esperam o ano todo para este momento, que é realmente de muita emoção”.

A reação de cada paciente ao vivenciar este momento é algo que encanta até mesmo as pessoas mais céticas, como descreve Larice:

“Eles ficam anestesiados, o brilho no olhar é visível. Teve uma paciente que ficou passando a mão na barba do papai Noel, como se tivesse querendo confirmar que aquele momento era mesmo real”.

A psicóloga acrescenta ainda sobre a particularidade deste momento, principalmente para a unidade das crianças:

“Os paciente adultos já têm essa construção da fantasia do papai Noel, de ver ou saber o que é o Natal. As crianças não. Como chegaram aqui pequenininhos, não vivenciaram isso lá fora alguma vez. Então, para elas, é a emoção da primeira vez mesmo, o que torna este momento ainda mais intenso”, diz.

A sabedoria de Fernando

Natal Vila São Cottolengo

Você se lembra do Fernando, do início desta reportagem?

Fernando Pereira dos Santos é paciente da Vila há 34 anos. Hoje, com 36 anos de idade, conta o que sentiu ao fazer o passeio no shopping:

“Eu lanchei, fui no brinquedo e abracei o Papai Noel. Meu coração explodiu de alegria”.

Sobre a oportunidade de um próximo passeio no shopping, Fernando ensina: ” Deus é quem sabe se eu poderei passear de novo. Deus escolheu tudo na minha vida”.

Sejamos como o Fernando, confiante nos planos de Deus, ou como os outros mais de 300 pacientes da Vila São Cottolengo, que apenas um “simples” passeio no shopping já os fazem gratos e felizes.

Carolina Simiema

Tags:

1 Comment

  • Alessandra Paulina Da Silva
    dezembro 19, 2019 at 7:41 pm

    Trabalho na Vila São Cottolengo há vinte anos e até hoje me emociono ao ver à alegria de pequenos gestos nos olhos dos nossos pacientes! Amo trabalhar na Vila!

Deixe uma Mensagem